Universidade dispõe de espaço exclusivo para apoio às Ações Afirmativas

A Universidade conta agora com um Espaço de Apoio às Ações Afirmativas voltado ao acolhimento e integração dos estudantes. O local possui computadores para uso em pesquisas e trabalhos acadêmicos, e incentivo à valorização cultural das comunidades tradicionais.

“Existem estudantes, como os indígenas e quilombolas, que muitas vezes se sentem retraídos no campus e nós estamos promovendo um espaço de conhecimento e integração que garante que todos os estudantes, sem exceção, se sintam confortáveis e seguros para cursar o ensino superior”, explica a professora Mirella Villa, chefe da Divisão de Acessibilidade e Ações Afirmativas (Diaaf).

Para a pró-reitora de Assuntos Estudantis (Proaes), Ana Rita Barbieri, o objetivo é fortalecer o trabalho realizado pela Universidade em relação às políticas que visam combater a discriminação e o preconceito na comunidade acadêmica.

Segundo a chefe da Seção de Ações Afirmativas (Seafi), Isaura Castelo Branco, apesar de as ações afirmativas abrangerem muitas pessoas, o fortalecimento desse relacionamento com os acadêmicos ainda é um trabalho em andamento. “Todos os nossos trabalhos de ações afirmativas são relativamente recentes, então esse espaço específico, num local de fácil acesso, nos aproxima e fortalece nossa identidade para os acadêmicos, que gradativamente estão se aproximando cada vez mais da nossa seção”.

O Espaço de Apoio às Ações Afirmativas está localizado no corredor central, próximo às agências bancárias, e é aberto aos estudantes mediante a apresentação da Identidade Estudantil. Em caso de dúvidas, a Diaaf pode ser acionada pelo e-mail diaaf.proaes@ufms.br.

O Diretório Central dos Estudantes (DCE), que funcionava no local, foi remanejado para atender aos órgãos de controle. A transferência da sede foi acordada com a diretoria da entidade e tem como principal objetivo ampliar o atendimento estudantil dentro da UFMS. O DCE ocupava a sala de maneira irregular, com o Termo de Cessão de Uso vencido em agosto de 2018 e sem nenhuma contrapartida, o que foi apontado no relatório do Tribunal de Contas da União. A Pró-Reitoria de Administração e Infraestrutura (Proadi) aguarda a direção da entidade para realizar os procedimentos jurídicos em relação à concessão de novo espaço.

Texto: Leticia Bueno e Rose Pinheiro