Reitor fala sobre as formas de ingresso na UFMS em coletiva

A Universidade é a que oferece o maior número de vagas na graduação em Mato Grosso do Sul

Nesta quinta-feira, 9, o reitor Marcelo Turine concedeu entrevista coletiva para os principais veículos de imprensa do Estado. Ao lado da vice-reitora Camila Ítavo, do pró-reitor de Graduação, Cristiano Costa Argemon Vieira, da diretora presidente da Fapec, Nilde Brun, e da diretora da Agecom, Rose Mara Pinheiro, o reitor detalhou as formas de ingresso nos cursos de graduação adotadas pela UFMS, falou sobre as novidades e apresentou a campanha de divulgação.

Para 2022, a UFMS aumentou em 5% o número de vagas ofertadas nos cursos de graduação oferecidos na Cidade Universitária e nos nove câmpus. “São no total 5.525 vagas e isso é um indicador muito positivo, pois representa um aumento de 5% em relação a 2021. Parabenizo toda a comunidade acadêmica, em especial aos professores e servidores que possibilitaram a manutenção do calendário mesmo em um contexto de pandemia. Fomos uma das três universidades brasileiras que não paralisaram as atividades, respeitando os direitos constitucionais  à saúde e à educação”, destacou o reitor.

Além do Vestibular e do Programa de Avaliação Seriada Seletiva (PASSE), a UFMS retomou o ingresso pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação. De acordo com o reitor, em 2021, devido ao calendário da realização das provas do Enem e das inscrições no Sisu, não foi possível adotar o Sistema para ingresso nos cursos de graduação no primeiro semestre. Porém, a adesão já se tornou possível neste segundo semestre, para ingresso nos cursos de Direito, Engenharia Civil e Pedagogia, oferecidos na Cidade Universitária.

Para viabilizar os dois processos seletivos – Vestibular e PASSE – a UFMS contratou a Fapec que será responsável pelas inscrições, elaboração, aplicação e correção das provas e divulgação dos resultados. “A Fapec é a fundação de apoio da UFMS credenciada no MEC e deve proceder todas as fases dos processos seletivos”, disse. “O candidato deve acessar o site ingresso.ufms.br e ao clicar no banner é imediatamente direcionado à área de inscrições do site da Fapec. Simplificamos o processo que leva poucos minutos para ser concluído. O candidato também deve ficar atento ao prazo para pagamento da taxa, no valor de R$ 120,00. Quem quiser também pode pedir isenção da taxa e alterar as informações cadastrais dentro do prazo definido no edital”, destacou Turine.

O reitor também explicou como será a distribuição de vagas entre os processos. “Reservamos 60% para o Vestibular, 20% para o PASSE e 20% para o Sisu. Para o Vestibular são 3.353 vagas distribuídas em 114 cursos. As provas serão aplicadas no dia 5 de dezembro”, disse. Segundo Turine, as provas do PASSE serão realizadas em 12 de dezembro e as inscrições, para ambos os processos, podem ser feitas até 8 de novembro.  A diretora presidente da Fapec, Nilde Brun, respondeu dúvidas dos jornalistas sobre a aplicação das provas no cenário de pandemia. “Preparamos nosso plano de biossegurança e não paramos. Respeitamos tudo que está previsto no plano e também as exigências específicas dos municípios, já que as provas são aplicadas em outras cidades do Estado. Fazemos as adequações e colocamos nossa equipe à disposição das secretarias de saúde e, assim, cuidando da segurança de todos que trabalham e também dos que realizam as provas”, destacou Nilde.“Devemos divulgar o resultado em 9 de fevereiro e iniciar as aulas em março”, falou.

Entre as outras novidades estão o oferecimento do bacharelado em História em Campo Grande, a publicação do Manual do Candidato e a simplificação do processo de inscrição. “A Fapec também irá disponibilizar aos candidatos o espelho da Redação após a realização das provas. Os recursos deverão ser feitos on-line. Temos orgulho em proporcionar uma seleção transparente e séria. Parabenizo o pró-reitor Cristiano e toda sua equipe na condução dos processos”, frizou o reitor.

Uma das questões levantadas pelos jornalistas foi o possível retorno total das atividades de forma presencial em 2022. “Estamos ansiosos para o retorno presencial de todas as aulas. Em agosto, vários cursos já estão oferecendo atividades práticas nos câmpus. A perspectiva é que em 2022, em março, possamos iniciar às aulas de forma presencial. Claro, que isso depende das condições sanitárias”, respondeu Turine. Em relação à ocupação das vagas, o reitor salientou também a dinamicidade do sistema de ingresso, pois possibilita a migração de vagas não ocupadas em um dos processos para candidatos de outros processos seletivos, respeitando a classificação dos candidatos e a prioridade. Ele também explicou sobre o processo Quero Ser UFMS, que prevê o oferecimento de vagas não preenchidas pelos demais sistemas quando não há mais candidatos a serem convocados e do qual podem participar candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Vestibular ou terceira etapa do PASSE em anos anteriores.

A coletiva foi organizada pela Agência de Comunicação Social e Científica (Agecom) no auditório do Complexo Ead e Escola de Extensão e contou com tradução simultânea em Libras. Também foram observadas as medidas de biossegurança, como uso de máscaras, álcool gel e aferição de temperatura na entrada.

Confira também a reportagem da TV UFMS:

Texto: Vanessa Amin

Fotos: JC Costa/Vanessa Amin