Mais de 400 monitores voluntários recebem treinamento para a SBPC

Mais de 400 estudantes participaram no último sábado, dia 16, do primeiro treinamento dos monitores voluntários para a 71ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) no Teatro Glauce Rocha. Outros dois treinamentos serão realizados nos dias 30 de março e 6 de julho.

Os encontros presenciais têm o objetivo de preparar os acadêmicos, tanto os que estudam na UFMS quanto os que estudam nas Instituições Parceiras, para recepcionar e auxiliar os visitantes da 71ª Reunião Anual da SBPC. Neste primeiro encontro, a comissão organizadora local apresentou a Reunião Anual em detalhes, além dos espaços da Universidade onde serão realizadas as diversas atividades. Nos próximos encontros, os estudantes serão divididos em grupos e receberão capacitação específica para cada área de atuação.

Para a professora Luciana Montera, coordenadora local da SBPC, o papel do monitor é fundamental na reunião anual. “O desafio é muito grande para os monitores, tem muita coisa que eles precisam fazer para que a reunião aconteça. Eles vão recepcionar os visitantes, vão orientar onde estão acontecendo todas as atividades. Na SBPC Jovem, por exemplo, eles vão fazer passeios guiados… Fora atividades internas que o público talvez não veja, de organização mesmo”.

A Reunião Anual da SBPC é o maior evento científico da América Latina e o terceiro maior do mundo. São aguardadas cerca de 16 mil pessoas de todo o país e do mundo. O professor Ivo Leite, que também integra a comissão organizadora local, explica que o objetivo do primeiro treinamento é que os estudantes tenham entendimento da magnitude do evento. “Quando os graduandos conhecem o processo de organização do evento, eles percebem que a reunião tem uma importância científica de grande envergadura. Nós quisemos fazer um processo de acolhimento, para que todos possam entender a importância e que o maior ganho dessa reunião é podermos recepcionar bem as pessoas que estão vindo para essa atividade tão aguardada”, afirma.

É a primeira vez que o estado de Mato Grosso do Sul sediará a SBPC, em 70 anos de existência. “É muita felicidade participar de um evento tão grande que acontece pela primeira vez aqui, porque essa cidade me adotou quando vim para fazer a faculdade. É um evento tão grande e você é parte fundamental ali no meio, você está com muitas pessoas ajudando a construir algo que é muito grande e muito importante, então é muita felicidade”, declara a acadêmica de Medicina Veterinária da UFMS Angélica Leite.

O acadêmico Asser Botelho do curso de Agronomia da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) explica que vê a participação na categoria de monitor voluntário como um forte complemento curricular. “Eu acho muito importante os alunos participarem tanto das pesquisas desenvolvidas nas universidades quanto desses eventos científicos, porque você está formando um currículo, um ser pesquisador. Um ser humano que vê todas as questões da ciência e da pesquisa, e isso é importante para a formação de um currículo bom e completo”.

Para o professor Além-Mar Gonçalves, organizador da SBPC Jovem, a recepção dos visitantes por acadêmicos de graduação é importante para representar com fidelidade o ambiente universitário. “A grande maioria da população acadêmica são esses jovens, então ter esses jovens como a nossa cara, como os nossos representantes na acolhida dos visitantes, é muito importante”.

A 71ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência será realizada de 21 a 27 de julho, na Cidade Universitária. O tema deste ano é “Ciência e Inovação nas Fronteiras da Bioeconomia, da Diversidade e do Desenvolvimento”. A programação científica é composta por conferências, mesas-redondas, encontros, sessões especiais, minicursos e apresentação de trabalhos. Além disso, integra atividades importantes como a SBPC Jovem, ExpoT&C, SBPC Cultural e SBPC Afro e Indígena.

   

   

Texto: Leticia Bueno

Fotos: Comissão Organizadora Local