Últimos dias para submeter trabalhos ao Seminário Estadual da Guavira

Nos dias 26 e 27 de novembro, será realizada a quarta edição do Seminário Estadual da Guavira: agrofloresteie. Devido ao atual cenário da pandemia da Covid-19, neste ano, o evento irá acontecer de forma híbrida, com transmissão pelo Youtube e atividades presenciais.

“Realizaremos o evento desta forma inédita, para facilitar a participação de todos. Toda a programação foi pensada de forma a abordar temas relacionados à guavira que é o fruto símbolo de Mato Grosso do Sul. Contamos com a participação de todos”, destaca a coordenadora do evento pela UFMS e professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Alimentos e Nutrição, Raquel Campos.

Além da UFMS, realizam o evento a Assembleia Legislativa de MS, a Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) e a Fundação Oswaldo Cruz de MS, com o apoio da Universidade Estadual de MS, Universidade Federal da Grande Dourados, Universidade Católica Dom Bosco e Uniderp.

De acordo com a professora, as submissões para apresentação de trabalhos de pesquisa na atividade Jovens Pesquisadores devem ser feitas até o dia 7 de novembro. Os trabalhos devem ser elaborados em formato de vídeo e o regulamento está disponível aqui. O público em geral também pode participar da atividade cultural Contação de Causos, Poemas e Poesias. Para tanto, devem enviar vídeo e texto também até o dia 7 de novembro (confira o regulamento).

No dia 26, a abertura está programada para as 8h e poderá ser conferida no canal da TV UFMS ou no canal do Agroextrativismo Sustentável. Também serão apresentados os vídeos dos trabalhos aprovados, realizados painéis em grupos temáticos sobre: sociobiodiversidade, sistemas agroflorestais, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e cadeia produtiva sustentável e apresentações culturais.

Já no dia 27, será realizado um dia de campo sobre produção de mudas e cultivo da guavira no Centro de Pesquisa da Agraer, localizado no quilômetro 10 da Rodovia MS 080, na saída de Campo Grande para Rochedo. “Neste quarto Seminário Estadual da Guavira, os participantes terão oportunidade de visitar o Centro de Pesquisa onde há mais de dez anos se estuda o cultivo desta planta. Na ocasião, também será realizada oficina de produção de mudas de guavira”, diz a coordenadora do evento pela Agraer Ana Cristina Araújo Ajalla.

“A guavira é um fruto muito suculento e apresenta grande aceitação. Está relacionado também com a memória afetiva de muitas pessoas, que durante a infância costumavam sair a campo para coletar a guavira, que é rica em vitamina C e fibras solúveis, contribuindo para a saúde e sensação de bem-estar quando consumida”, ressalta a professora Raquel.

Mais informações podem ser obtidas no site do evento. Confira a programação completa:

Download (PDF, 1.78MB)

 

Texto: Vanessa Amin