Câmpus de Aquidauana

O Câmpus de Aquidauana teve seu início com o requerimento do vereador Plínio de Arruda Leite solicitando, na sessão da Câmara de Vereadores, em 24 de abril de 1970, a criação da Faculdade de Filosofia em Aquidauana. Em 27 de abril de 1970, este pedido foi encaminhado ao Secretário de Estado de Educação e Cultura do Estado de Mato Grosso pelo Presidente da Câmara, vereador Miguel Demétrio Diacópulos.

No dia 10 de julho do mesmo ano, pelo Ofício nº 131/70, o Secretário de Estado de Educação informa que o Governador do Estado, Eng. Pedro Pedrossian; concorda com a criação do Centro Pedagógico.

Em 8 de agosto, reúnem-se diversas pessoas representantes da sociedade aquidauanense para as primeiras providências dessa criação. Esta reunião foi secretariada por Nelly Marrani – Secretária de Educação do Município com a presença de diversas autoridades e membros da comunidade e da Profª Dóris Mendes Trindade – Coordenadora do processo de criação e implantação da Faculdade.

No dia 21 de agosto de 1970 foi publicado, no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso, o Decreto nº 1.146, de 13 de agosto de 1970, criando o Centro Pedagógico de Aquidauana (CPA), integrado à Universidade Estadual de Mato Grosso (UEMT), com sede no município de Campo Grande.

O Centro Pedagógico instalou-se, inicialmente, no prédio da Escola Estadual “Cel. José Alves Ribeiro” (CEJAR), em 1971. Posteriormente, o Estado comprou e entregou à comunidade a construção inacabada do Ginásio Imaculada Conceição, de propriedade dos Padres Redentoristas, localizado na Praça Nossa Senhora da Imaculada Conceição e o terminou em 1974, para onde o Centro Pedagógico se mudou e permanece até hoje (Unidade I).

A partir de seis de fevereiro de 1971, o CPA passou a ter condições de funcionar e, por meio da Portaria nº 14/1971, o Reitor da UEMT designou a Profª Dóris para responder pela Direção do Centro. Neste mesmo ano, foi realizado o primeiro vestibular para os cursos de Letras/Português; Letras/Inglês e Estudos Sociais. A instalação oficial deu-se em sete de março de 1971 e o período letivo iniciou-se em 29 do mesmo mês e ano.

Depois da divisão do Estado, em 1977, e com a federalização da UEMT, em 1979, o Centro passou a se constituir em uma Unidade da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, com o nome de Centro Universitário de Aquidauana (CEUA) e, posteriormente, Campus de Aquidauana (CPAQ).

Com o aumento da oferta de cursos e do número de alunos, o CPAQ tem hoje outra unidade (Unidade II) que atende aos cursos de Ciências Biológicas, Geografia, Turismo, Matemática e Administração.

O Câmpus de Aquidauana (CPAQ) funciona atualmente com os seguintes cursos superiores de graduação: Administração, Ciências Biológicas, Geografia – Bacharelado, Geografia – Licenciatura; História, Letras, Licenciatura Indígena, Matemática, Pedagogia e Turismo, e os cursos de pós-graduação: Especialização em História da América, Mestrado em Geografia e Mestrado em Estudos Culturais.

Para mais informações, acesse: http://cpaq.sites.ufms.br/