Como corredores logísticos e ecológicos afetam povos tradicionais é tema de conferência

Os corredores logísticos e ecológicos e seus efeitos sociais sobre povos e comunidades tradicionais foram tema de conferência realizada hoje na SBPC Afro e Indígena.

Hoje foram debatidos os corredores os corredores de infraestrutura e a sua distinção entre corredores ecológicos e biológicos, e o seus impactos sobre os povos e comunidades tradicionais. O conferencista da atividade foi o professor Alfredo Wagner Berno de Almeida, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM).

Como afetam os povos e comunidades tradicionais, afetam os indígenas, os ribeirinhas… Uma hidrovia ou um porto afetam os ribeirinhas, uma ferrovia pode passa dentro de terras indígenas, como acontece no Carajás, então as relações entre esses povos e essas medidas ligadas a infraestruturas são importantes de serem debatidas na SPBC Afro e Indígena”, explica Alfredo.

Texto: Leticia Bueno